You are currently viewing Como utilizar temperos e ervas aromáticas

Como utilizar temperos e ervas aromáticas

Sabemos que a base de uma alimentação saudável se faz, principalmente, através do consumo de alimentos de verdade, em sua forma in natura.

Muitos produtos alimentícios advindos da indústria estão carregados de sal, açúcares refinados, aditivos alimentares e nutrientes de baixa qualidade. Essa adição de produtos vêm com o propósito  de realçar o sabor, “imitar” artificialmente os sabores naturais e de conservar os produtos aumentando seu prazo de validade. Os alimentos e temperos advindos da natureza estão carregados de compostos benéficos ao organismo humano, que proporcionam bem estar e qualidade de vida.

O uso de temperos naturais no preparo das refeições pode ajudar a reduzir o consumo excessivo de sal e até mesmo de açúcar, pois uma preparação bem temperada exige uma menor necessidade destes. Através desse hábito, com o tempo as papilas gustativas acostumam-se com novos sabores e com um sabor menos salgado ou menos doce.

Veja, a seguir, algumas ervas de fácil cultivo, e como implementá-las nas suas receitas:

ervas

O contato com a terra e o simples fato de cultivar nosso alimento, mesmo que de forma simples, melhora a nossa relação com o alimento e contribui para hábitos de vida mais saudáveis.

Uma forma de ter sempre temperos frescos prontos para serem utilizados, é com o cultivo de uma horta em casa, que por sua vez é simples e demanda pouco espaço e disponibilidade de tempo. Pode ocorrer no solo, em vasos, em garrafas pet’s, de forma horizontal ou vertical, e de outras maneiras que sejam de acordo com o espaço que você tem disponível em sua residência, ou local no qual deseja cultivar. Aqui vale soltar a imaginação e usar seu tempo livre para relaxar e mexer na terra!

Dicas importantes:

  • A variedade de condimentos é muito grande, teste novos temperos e combinações, e não esqueça que os condimentos se aplicam tanto para alimentos salgados, quanto para alimentos doces, e trazem as preparações um sabor especial.
  • Para manter o sabor e aroma dos temperos, é importante que eles sejam armazenados de forma correta. Se forem comprados temperos secos em saquinhos, prefira transferir para potes bem fechados, e guardar em lugares secos e frescos.
  • Congelar os seus temperos também é uma opção! Assim você sempre terá alguns a mão na hora de fazer alguma preparação. É possível congelar as ervas em potes de vidro, ou em forminhas de gelo com azeite de oliva (desta forma, o azeite de oliva já fica aromatizado). Entretanto, ervas como camomila e dente-de-leão não são adequadas para esse tipo de processo.
  • Lembre-se que os temperos frescos devem ser adicionados ao fim da preparação, sofrendo assim menor agressão térmica e minimizando as perdas de vitaminas e oxidação.

Uma alimentação consciente se faz através de pequenas mudanças, que somadas a construção de novos hábitos, possui a capacidade de gerar diversos efeitos positivos para a sua saúde e para o meio ambiente.

Deixe uma resposta