You are currently viewing Técnicas para Congelamento

Técnicas para Congelamento

Você sabe congelar alimentos adequadamente? Quer saber algumas técnicas para esse processo de armazenamento? Há muitas dúvidas de como realizar procedimentos de congelamento e descongelamento, portanto iniciamos uma série de postagens nas quais daremos dicas sobre a realização desses processos, com novos capítulos todas as Segundas, Quartas e Sextas.


A obtenção de melhor qualidade de vida inclui, sem dúvida, o consumo de uma alimentação saudável. Nos últimos anos é crescente a preocupação das pessoas quanto a sua prática alimentar, visando a consumir alimentos de qualidade e quantidades adequadas e, consequentemente, promovendo a saúde e o bem-estar pessoal. A alimentação saudável oferecida a população diz respeito à qualidade dos produtos alimentícios disponíveis e, portanto, surgem os desafios quando há intenção de conservá-los, preservando-se seu valor nutricional sob adequadas condições sanitárias.

A conservação dos alimentos deverá ser higiênica e proporcionar o maior tempo de manutenção das suas características naturais e saudáveis, pois os alimentos contêm substâncias ativas, dominadas enzimas, que estão em constante atividade biológica. Este processo favorece a deterioração, a alteração de cor, sabor, aroma, textura, nas chamadas propriedades organoléticas. Consequentemente, estas alterações interferem no valor nutritivo dos produtos alimentícios.

Assim, desde o início da civilização o homem adotou métodos para conservação dos alimentos, sendo amplamente utilizados o calor, a fermentação, a defumação, a adição de açúcar e sal, o frio, a acidificação e a desidratação para prolongar o tempo ao seu consumo. Com a evolução científica e industrial, passou-se a aplicar os métodos de irradiação, pasteurização, esterilização e de adição de agentes conservadores, somando-se aos métodos já conhecidos.

O congelamento é um método que se utiliza do frio para a preservação alimentícia, sendo considerado um dos mais eficientes sistemas de conservação por maior período de tempo, mantendo-os o mais próximo do seu estado natural e assegurando a manutenção das qualidades organoléticas e as propriedades nutritivas. A função principal do congelamento é baixar a temperatura do alimento, a um ponto tal que as mudanças químicas sejam reduzidas e os microrganismos fiquem inativos. Desta forma, as alterações naturais tornam-se retardadas.

É necessário escolher alimentos de ótima qualidade, recém colhidos, frescos e sadios. As carnes devem estra somente resfriadas, serem de boa procedência e constarem de inspeção sanitária, pois o congelamento não melhora as condições dos alimentos, simplesmente as preserva no seu ponto máximo de qualidade.


Referências:

Livro “Qualidade em alimentação: técnicas para congelamento”.

Deixe uma resposta