Informação Nutricional: 5 dicas para alavancar suas vendas.

Atualmente as pessoas estão ainda mais preocupadas em saber o que estão ingerindo, seja pelo estilo de vida saudável, por adesão a dietas da moda, ou simplesmente por curiosidade.

Majoritariamente, quem tem essa preocupação com a saúde e/ou estética, busca pelo melhor produto na hora das compras. É comum que seja feito um comparativo entre as inúmeras marcas existentes no mercado para que a melhor escolha seja feita.

Mas como fazer este cliente conhecer a sua marca e escolher o seu produto?

Dica 1 –   Público Alvo

 

Você deve conhecer o seu público alvo e alinhar o seu produto a ele, conhecer as suas necessidades e de que maneira o seu produto pode atendê-las. Seu produto é direcionado a qual  público? O que esse público busca em um produto? Seu produto está atendendo essas necessidades? Seu público alvo conhece seu produto? Essas são algumas perguntas, dentre várias que você deve fazer, para que seu produto chegue até o seu respectivo público.

 

Dica 2 – Expandindo seu público

 

Para um alimento ser comercializado em estabelecimentos, é obrigatório por lei a presença de Informação Nutricional, ou seja, quando um produto apresenta a quantidade de cada nutriente e ingredientes que o compõem, ele se insere em um mercado maior. Dessa forma, além de aumentar seus lucros, o produtor também consegue atingir mais consumidores.

Dica 3 – Agregando Valor ao Produto

Para agregar valor ao seu produto é preciso justificar os benefícios que ele apresenta quando comparado aos demais, valorizar seu diferencial. Um grande diferencial nesse caso, por exemplo, é utilização de ingredientes de fácil identificação e a ausência de aditivos alimentares nos produtos. Quanto mais ingredientes o consumidor conhece, maior a chance de ele se identificar com o produto.

 

Dica 4 – Informação Nutricional Complementar

 

Após feita a Informação Nutricional, é possível obter as Informações Nutricionais Complementares. Dessa forma, é possível informar de forma mais fácil aos consumidores as propriedades do alimento, por exemplo, se ele é “rico em fibras”, “baixo teor de sódio” ou “0% de gordura trans”. Mas lembre-se, para fazer alegações o produto deve ser coerente com tais informações, não levando o consumidor ao erro.

 

Dica 5 – Escolha de profissionais capacitados

 

Sabendo de seu compromisso com a legislação e responsabilidade de ser transparente com seus clientes, é importante enfatizar que a Informação nutricional deve ser elaborada por pessoas capacitadas. Pois de nada adianta ter um produto diferenciado, cumprir com a legislação, mas haver erros na apresentação de tais informações gerando dúvidas ao consumidor.

 

Além dessas dicas, uma maneira de alavancar as suas vendas é buscar constantemente por inovação através de informações atualizadas para o desenvolvimento e aprimoramento de seu produto.  Se for preciso, mude sua forma de produção, ingredientes, técnicas de preparo,  sempre com o objetivo de torná-lo a melhor escolha para seu cliente.

Deixe uma resposta