You are currently viewing Acne e Alimentação

Acne e Alimentação

Você já se perguntou se a acne tem a ver com a alimentação? Os alimentos tem influência sobre diversas partes do nosso corpo, e a pele é uma delas! Saiba quais alimentos influenciam no aparecimento da acne e por quais alimentos optar.


O que é a acne?

Pra quem não sabe, acne é uma doença de pele, resultante do processo inflamatório que vem do excesso de sebo produzido pelas glândulas. As famosas espinhas podem atingir qualquer idade, porém são mais comuns na fase da adolescência.

As principais alterações que ocorrem na pele são desencadeadas por fatores hormonais do organismo humano, e o seu aparecimento é frequente no rosto, pescoço, tórax e costas, pois são áreas com maior número de glândulas sebáceas.

Alimentação X Acne

Por incrível que pareça, a alimentação e o funcionamento da microbiota intestinal são fatores fundamentais para a melhora ou piora da manifestação de espinhas e acne. Estudos apontam que indivíduos com consumo de uma dieta mais calórica e com alimentos de alto índice glicêmico (que provocam pico de insulina no sangue), são mais suscetíveis ao aparecimento dessas inflamações na pele.

Cuidado! Açúcares e farinhas refinadas (como o trigo presente em pães, massas e bolos) não devem ser a base das suas refeições!

O excesso de leite de vaca e seus derivados, carboidratos refinados, dieta com alto índice glicêmico e ricas em gorduras saturadas, somado à falta de antioxidantes, estão relacionados com o aparecimento de acne em jovens e adultos. Estudos também apontam que o consumo excessivo de alimentos ricos em ômega-6 – como óleo de girassol, de milho, de soja, de canola -, podem auxiliar no aparecimento das espinhas, já que eles são precursores de inflamação celular.

Portanto, é importante ressaltar que nenhum alimento sozinho é responsável pelo aparecimento, ou ausência dessas inflamações na pele, tudo depende do contexto em que estão inseridos! Uma dieta balanceada para controle de acne precisa ter os nutrientes essenciais que irão ajudar no tratamento das lesões e controle da inflamação.

ALIMENTOS A SEREM EVITADOS

  • Leites e derivados
  • Açúcar
  • Farináceos
  • Alimentos industrializados
  • Carne vermelha

ALIMENTOS QUE PODEM AUXILIAR NO CONTROLE

  • Ricos em antioxidantes: cúrcuma, aveia, azeite de oliva, frutas cítricas, frutas vermelhas, linhaça;
  • Ricos em Ômega 3: chia, linhaça atum, sardinha, salmão;
  • Vitamina A: gema de ovo, fígado e óleos de peixe;
  • Vitamina B6: salmão, batata, fígado, carne de frango;
  • Selênio: castanhas, sementes de girassol, ovos, entre outros);
  • Ácidos graxos essenciais: frutos do mar e óleos como o de linhaça;
  • Enxofre: alho, arroz e amêndoas;
  • Biotina: amendoim e no avelã;
  • Magnésio: semente de abóbora, castanha-do-pará;
  • Cromo: frutos do mar.

Beba água!

Estudos comprovam que mais de 70% do nosso organismo é composto por água, por isso se manter hidratado diariamente é fundamental não só para o tratamento das inflamações de pele, como também para manter o bom funcionamento de todo o nosso corpo!


Mariana Sander

Graduanda de Nutrição

Diretora de Gestão de Pessoas da Nutri Júnior

 

Bruna Maciel

Graduanda de Nutrição

Assessora de Gestão de Pessoas da Nutri Júnior

Deixe uma resposta